selvagem




1, 2, 3,
cala o vento, eu
já nem sei quem enfrento.

1, 2, 3,
rasga a pele, eu
já nem sei quem a bordou.

A, B, C,
queima a sina, eu
já nem sei aonde vou.

A, B, C,
cospe o estigma, eu
já nem sei que te criou.

nasce uma cria,
é tão cruel vê-la sofrer.
extingue uma família,
é tão fácil vê-los morrer.

1, 2, 3,
chove a terra, eu,
já nem sei quem enterro.

A, B, C,
vai p’ra guerra, eu
já nem sei que lado estou.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: