não chores, rapaz




aurora, estou nos teus braços.
ouço os ventos passados.

vende o alento.
vence o medo.

mas não chores, rapaz.

vejo nos teus movimentos
danças do meu sofrimento.

rasga-lhe o rosto.
quebra-lhe o corpo.

mas não chores, rapaz.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: