xxxiv

A beleza na violência Se há algo que me aproxima da música – para lá da música, em si – são as letras.Indiscutivelmente, parte do que ouço com recorrência é influenciado pelo prazer de descodificar bons letristas. O meu ano de 2020 ficou marcado, musicalmente, pela Phoebe Bridgers exactamente por essa razão. O novo álbumContinue a ler “xxxiv”

xxix

Nick Cave e o luto. A 14 de Julho de 2015, Arthur Cave – filho de Nick Cave – com apenas 15 anos, caiu de um penhasco, em Ovingdean, e faleceu devido aos ferimentos. Em 2019, Nick Cave lançou Ghosteen, um álbum marcado, invariavelmente, pela expressão dessa perda. Para mim, a perda e o lutoContinue a ler “xxix”