xxxiv

A beleza na violência Se há algo que me aproxima da música – para lá da música, em si – são as letras.Indiscutivelmente, parte do que ouço com recorrência é influenciado pelo prazer de descodificar bons letristas. O meu ano de 2020 ficou marcado, musicalmente, pela Phoebe Bridgers exactamente por essa razão. O novo álbumContinue a ler “xxxiv”

xx

Georgia Lee e o que aprender das tragédias Mais tarde ou mais cedo, há sempre uma música ou outra que me surge por mero acaso – muitas vezes em playlists que navegam autónomas – e me prende a atenção. A mais recente, foi a Georgia Lee. A primeira versão que ouvi foi no timbre meigoContinue a ler “xx”