xl

Crónicas para dormir (IV):
A dor, e a sua ausência, é tudo o que sei em absoluto sobre mim.